jogos 64 rom

Siga nossas redes

Criptonews

BlackRock deve desbancar a MicroStrategy como maior detentora de BTC do mundo

Em apenas dois dias, o ETF de bitcoin à vista da BlackRock captou mais de 11 mil BTCs, equivalente a quase US$ 500 milhões.

Publicado

em

Tempo médio de leitura: 4 minutos

  • Telegram
  • Flipboard
  • Google News
  • Telegram
  • Flipboard
  • Google News

* ARTIGO

O bitcoin (BTC) é a criptomoeda mais popular e valiosa do mundo, com uma capitalização de mercado de mais de US$ 800 bilhões. Muitas empresas e investidores têm apostado no potencial do BTC como reserva de valor, meio de pagamento e ativo de diversificação. 

Entre os principais players destaca-se a MicroStrategy, empresa de software co-fundada por Michael Saylor que possui cerca de 189 mil bitcoins em caixa, equivalentes a mais de US$ 8,1 bilhões. Ela é seguida da Marathon Digital Holdings e da Tesla(TSLA34), detendo 13.726 e 9.720 BTC, respectivamente. 

AMicroStrategyé atualmente a maior detentora de bitcoin do mundo, mas pode perder esse posto em breve para outra gigante do mercado financeiro: a BlackRock(BLAK34), a líder na gestão de ativos do mundo com mais de US$ 9 trilhões sob sua administração.

Empresas públicas com mais BTC do mundo. (Fonte: Buy Bitcoin Worldwide)

Ainda que — teoricamente — esteja longe dos top 3 maiores detentores de BTC, a expectativa de que a BlackRock ultrapasse a MicroStrategy se dá pela aprovação inédita pela Sec de 11 pedidos de ETFs de BTC à vista. Um deles foi o da gestora. 

Primeiros 11 ETFs de bitcoin à vista da história aprovados pela Sec
GBTC – GRAYSCALE
IBIT – BLACKROCK
EZBC – FRANKLIN TEMPLETON
BRRR – VALKYRIE
BTCO – INVESCO/GALAXY;
DEFI – HASHDEX
HOLD – VANECK
FBTC – FIDELITY
BITB – BITWISE
ARKB – ARK INVEST

O fundo ETF iShares Trust da BlackRock (IBIT), listado na Nasdaq, foi um sucesso imediato. Segundo o analista de ETFs da Bloomberg Eric Balchunas, em apenas dois dias o ativo subiu 22,5%e captou mais de 11 mil bitcoins, o equivalente a quase US$ 500 milhões. Logo, a BlackRock não tem mais “apenas” 8.000 BTC anteriores ao lançamento do fundo.

iShares Bitcoin Trust da BlackRock capta aproximadamente US$ 500 milhões em 2 dias. (Imagem: Reprodução/postagem de Eric Balchunas na rede social X)

Junto às falas de Larry Fink, CEO da maior gestora do mundo, esses feitos colocaram a BlackRockno radar dos entusiastas do bitcoin, prevendo que é questão de tempo até que se torne a empresa líder mundial na detenção de BTC.

Curiosamente, a atual posição de Fink é uma guinada drástica em relação a 2017, quando ele considerava o bitcoin um “meio de lavagem de dinheiro”. Hoje, ele acredita que a criptomoeda é extremamente importante em países com regimes autoritários e problemas econômicos.

“Se você está em um país com medo do futuro, do governo, ou preocupado com a desvalorização da moeda devido a déficits excessivos, o bitcoin representa uma reserva potencial de valor a longo prazo”, afirmou.

Especulação embasada em dados

Analisando a wallet (carteira digital) da Coinbase, a corretora que está sendo escolhida para custodiar os BTCs adquiridos por algumas gestoras com os ETFs aprovados, foi identificado dois endereços com duas peculiaridades: foram criados recentemente e ambos têm US$ 130 milhões cada.

Especificamente, um desses endereços foi criado no dia 5 de janeiro, o mesmo dia em que a BlackRock anunciou a compra de BTC. 

BlackRock pode ser a detentora das duas carteiras milionárias que tiveram origem na Coinbase. (Imagem: Reprodução/X)

Ainda que a gestora não tenha se manifestado, a especulação sobre ela ser a detentora das carteiras bate. Se o ritmo de captação de BTCs se mantiver, a empresa deterá um montante astronômico da criptomoeda em pouco tempo.

Mais do que números

A possível ultrapassagem da BlackRock sobre a MicroStrategy não é apenas uma questão de números, mas também de significado. A gestora é um dos players mais influentes e respeitados do setor financeiro tradicional.

Duranteentrevista no programa “Squawk Box” da CNBC, Fink destacou os ETFs de bitcoin como o primeiro passo de uma revolução tecnológica iminente no que se refere ao setor financeiro.

Segundo ele, a BlackRock tem uma visão ampla e estratégica sobre o futuro das finanças, que inclui a tokenização de ativos e a digitalização de processos

“Os ETFs de BTC são o primeiro passo da revolução tecnológica nos mercados financeiros. O segundo passo será a tokenização de todos os ativos”, disse.

Mesmo antes do lançamento dos ETFs de bitcoin inéditos, a ideia de tokenizar ativos do mundo real, como imóveis, ações e ouro, já estava sendo considerada ativamente por várias instituições financeiras. 

Devido ao seu peso no mercado, o envolvimento da BlackRock com o bitcoin e as novas tecnologias demonstra um reconhecimento da criptografia como algo legítimo e relevante. Portanto, a BlackRock não está apenas confiando no BTC, mas também liderando uma mudança de paradigma no mundo das finanças.

Veja também

Boletim jogos 64 romBoletim jogos 64 rom
ANÚNCIO PATROCINADOConfira

Abra sua conta! É Grátis

Já comecei o meu cadastro e quero continuar.
Hidrogênio Verde
jogos 64 rom Mapa do site